Por Lilian Guedes (SEDOP) 

 

"O objetivo da reunião é alinhar as medidas preventivas de segurança para o RexPa de reabertura do estádio"

 

 

 

Nesta sexta-feira (20) o titular da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (SEDOP), Ruy Cabral, a equipe técnica e o consórcio executor das obras do Estádio Olímpico do Pará (Mangueirão) reuniram com representantes dos órgãos de segurança do Estado para o alinhamento de medidas preventivas de segurança para o complexo esportivo, tendo em vista a reabertura do estádio, que está prevista para o mês de março deste ano. 

Na ocasião, o secretário de obras do Estado apresentou a estrutura do Novo Mangueirão para que os órgãos tomem providências e operacionalizem a regulamentação da normatização de uso do estádio de acordo com o Estatuto do Torcedor e as Regras do Futebol.

O Novo Mangueirão está em obras desde o ano de 2021, após intervenção do poder público ao detectar a iminência de incidentes que poderiam causar riscos ao torcedor em virtude da situação que a estrutura apresentava naquele momento. O projeto contempla a ampliação e modernização de todo o espaço, seguindo todas as diretrizes da Federação Internacional de Futebol (FIFA) para que ele esteja adequado, seguro e tecnicamente adaptado aos jogadores, equipe técnica e, principalmente, aos seus espectadores e amantes do esporte. 

“A reunião visa a interação entre os órgãos de segurança, esportivo e executor da obra com o intuito de minimizar os impactos e efeitos negativos que um jogo de grande apelo, como Remo e Paysandu, por exemplo, pode causar. Por isso, entendemos que a reunião foi extremamente importante e com resultados positivos. Outras ainda serão marcadas para que as dificuldades sejam vencidas”, ressaltou o secretário Ruy Cabral.

O promotor de justiça José Maria destacou, positivamente, a reunião de alinhamento. "Gostaria de parabenizar e agradecer por ter nos chamado para essa reunião e dizer da preocupação e do carinho que a Secretaria de Obras está tendo com o Mangueirão, bem como com a segurança e comodidade dos torcedores”, disse o promotor. 

Ao final, todos visitaram as instalações do complexo para verificar o funcionamento, andamento da obra e futuras medidas a serem adotadas e instaladas. 

 

 

Veja Também