Texto: Matheus Rocha (Sedop)

A Secretaria de Estado Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedop) avança com as obras de pavimentação e drenagem profunda em 12 municípios das regiões do Xingu e do Tapajós. A ação faz parte do programa ‘Municípios Sustentáveis’ e conta com investimento externo do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF) e do New Development Bank (NDB), instituições internacionais que apoiam a realização de projetos de infraestrutura e desenvolvimento sustentável. 

São beneficiados os municípios de Porto de Moz, Pacajá, Anapu, Placas, Rurópolis, Uruará, Brasil Novo, Medicilândia, Senador José Porfírio, Novo Progresso, Trairão e Itaituba.

De acordo com o secretário adjunto de Gestão e Desenvolvimento Urbano da Sedop, Valdir Acatauassú, o investimento ultrapassa os 100 milhões de dólares, somados os recursos próprios com empréstimos bancários.

“O investimento está sendo realizado nas regiões mais carentes do Estado, em municípios que não recebiam grandes obras e que agora possuem uma quantidade de pavimentação que os moradores nunca imaginavam ter”, afirmou o gestor estadual. 

Coordenadora da unidade de gerenciamento do programa ‘Municípios Sustentáveis’, Gabriela Paixão explica que estão sendo beneficiadas ruas que nunca tiveram pavimentação.

“As ruas foram indicadas pelas gestões municipais, de acordo com os critérios estabelecidos pelo programa. Todos os locais foram visitados e aprovados por representantes do Governo e dos bancos investidores”, afirmou Gabriela Paixão. 

As obras realizadas vão garantir, além da pavimentação, a drenagem e terraplanagem das ruas, além da implantação de calçadas. Serviços que melhoram a mobilidade e acessibilidade locais e contribuem para melhor qualidade de vida da população. Os trabalhos tiveram início do ano de 2019 com conclusão prevista para dezembro de 2020.

MAIS INVESTIMENTOS

Através de investimentos do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF), o Governo do Estado também realizará obras de saneamento urbano em outros municípios do Pará, com a elaboração de planos municipais de saneamento, coleta seletiva e implantação de aterros sanitários. Também ações de planejamento urbano como ferramenta de planos diretores municipais; infraestrutura de telecomunicações com a implantação de infovias, redes de fibra ótica e radiofrequência que vão melhorar o acesso à internet nos municípios beneficiados. 

Veja Também