Estado dá o primeiro passo para a criação do 'Hospital da Mulher'

Recursos para a construção da unidade especializada no atendimento ao público feminino já estão garantidos pelo Governo do Estado

Texto: Jackie Carrera (Secom) / Fotos: Bruno Cecim (Ag. Pará)
 

Um dia após as comemorações alusivas ao Dia Internacional da Mulher, o Governo do Estado anuncia a implantação do 1° Hospital da Mulher do Pará. No Palácio do Governo, o governador Helder Barbalho, assinou o decreto autorizando a doação do prédio estadual, onde funciona atualmente a sede do Instituto de Assistência dos Servidores do Estado do Pará (Iasep), para a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa).

"A população feminina desse Estado terá um hospital especializado, capaz de oferecer o atendimento adequado, o diagnóstico mais rápido e o tratamento mais precoce possível para a resolução dos seus problemas de saúde”, destacou o governador.

“E no dia em que se sucede ao Dia Internacional da Mulher, é uma alegria anunciar esse ato, que representa a primeira etapa desse compromisso assumido com o povo do Pará", Helder Barbalho - governador do Pará.

Para o secretário de Saúde do Pará, Alberto Beltrame, o Hospital da Mulher é um resgate histórico e de consciência do Estado com a saúde das mulheres. “Trata-se de um passo à frente em favor da assistência, seja na saúde reprodutiva, no tratamento das infecções sexualmente transmissíveis e, sobretudo, no diagnóstico precoce do câncer”, explicou.

Alberto Beltrame disse ainda que os dados de casos de câncer são desafiadores, visto que muitas mulheres, no Pará, descobrem que possuem câncer já em estado avançado. “Esse hospital chegará num momento apropriado para avançarmos ainda mais nas políticas públicas voltadas ao público feminino em execução pelo governo estadual, a exemplo do pacto pela redução da mortalidade materna, iniciado no ano passado”, destacou o secretário de Saúde.

Recursos garantidos - Os recursos financeiros já constam no orçamento de 2020 do Estado. O governador Helder Barbalho fez um agradecimento especial à bancada federal e aos senadores paraenses, ao confirmar que o governo já tem assegurado, R$ 75 milhões de reais para custear a obra e equipamentos, dos quais R$ 40 milhões são fruto de emenda da bancada federal e R$ 35 milhões, provenientes de uma operação de crédito assinada com a Caixa Econômica Federal. “Se quisermos iniciar a obra hoje nós poderíamos, mas não faremos, pois a Secretaria de Obras está no processo de criação do projeto e está licitando empresa para execução das obras. Nós já temos o local e os recursos para obra e equipamentos necessários”.

A Sespa está elaborando, de forma integrada à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedop), o plano de necessidades e definindo todos os itens que constarão no projeto executivo para a licitação da obra. Foi realizado um levantamento das áreas já existentes e definidos 60 leitos nas instalações atuais e mais 60 leitos na área nova a ser construída. A Sedop está à frente da elaboração do projeto de engenharia para nortear a contratação do projeto executivo.

Para implantação do 1º Hospital da Mulher do Estado, equipes do setor de engenharia da Sespa e Sedop estiveram no local. “Durante o ano de 2019, nós tratamos de várias opções e após estas etapas, nós concluímos  que a melhor alternativa, ao invés de comprar um prédio privado, iniciar do zero uma construção, seria usar um patrimônio do Estado, uma estrutura que há 10 ou 15 anos já foi um hospital, o prédio onde funcionou o Instituto do Coração (Incor)", lembrou o governador.

Referência - O Hospital da Mulher terá 120 leitos e atenderá cirurgia geral e oncológica, urologia, mastologia geral e oncológica, cirurgia de reconstrução mamária, após a retirada em consequência de câncer. O espaço terá ainda, equipe multidisciplinar de psicologia, fisioterapia, terapia ocupacional e serviço social. A Unidade terá UTI, ressonância, raio- X, mamografia, tomografia e eletrocardiograma.

O Procurador-Geral de Justiça do Ministério Público do Estado, Gilberto Martins, também compareceu ao ato solene e destacou o avanço que o Estado vem tendo com uma nova política de proteção e assistência à mulher. Ele acredita que o momento marca uma nova fase na luta pelos direitos. “É um grande avanço. A criação de um hospital vocacionado para a mulher. O governador Helder Barbalho resgata uma dívida histórica do Estado com a mulher paraense, pensando neste espaço próprio para ela, tratando os problemas que afligem a mulher de forma diferenciada, humanizada”, disse o chefe do MP.

Localização - O Hospital da Mulher ficará na av. Gentil Bittencourt e terá acesso também, pela Rua 14 de Abril, próximo ao Hospital Oncológico Infantil e ao Hospital Ophyr Loyola.

Veja Também