Texto: Matheus Rocha (Sedop) / Fotos: Alex Ribeiro (Ag. Pará)

Desde o dia 18 de Março, 1,5 mil trabalhadores atuam na limpeza de canais no município de Belém. O trabalho faz parte de uma ação emergencial desenvolvida pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedop), para reduzir os alagamentos e prejuízos causados pelas fortes chuvas que tem atingido a capital paraense. O trabalho está sendo feito em canais das quatro maiores bacias hidrográficas da cidade.

Ao longo de canais que já receberam as ações de limpeza, moradores estão satisfeitos com o trabalho realizado, mas alertam que é preciso que a população colabore para mantê-los limpos. É o caso da dona Liduina Alfaia, que mora há 31 anos na Passagem Mirandinha, nas margens do Canal São Joaquim. Ela conta que, no último mês de Março, pela primeira vez, sua casa alagou depois que o canal transbordou. Para ela, a ação de limpeza foi muito positiva, mas todos precisam colaborar com a limpeza da cidade. 

“Esta ação ajudou muito. Ficou bem limpo o canal. Eles tiraram todo o lixo da margem. Para mim foi ótimo, mas as pessoas precisam ajudar. Tem gente que não espera o carro da coleta passar e joga ou paga alguém pra jogar o lixo na beira do canal. Isso causa danos, porque o lixo traz doenças, insetos e muitas coisas ruins”, afirmou. 

Ao longo do Canal São Joaquim, muito lixo ainda está depositado nas margens do canal. Grande parte deste entulho foi retirado pelas equipes de limpeza, pois estavam obstruindo o canal e bloqueando o fluxo da água. Renato Viana é um dos 200 trabalhadores que atuam na ação de limpeza.

De segunda a sábado, as equipes trabalham de 8h às 16h30 para garantir a limpeza dos canais. Segundo ele, os trabalhadores estão tendo muito trabalho por conta da grande quantidade de lixo e entulho despejado. “Estamos encontrando dificuldade por conta da grande sujeira nos canais. Já encontramos geladeiras, sofás e até animais mortos”, contou Renato. 

Ainda segundo o trabalhador, por onde passa, a equipe recebe elogios da população. “Os moradores estão nos recebendo com elogios. Isso anima o grupo. Um trabalho que antes levaria 90 dias pra ser feito, nós fizemos em menos de um mês”, destacou.      

Assim como Renato, os outros 1,5 mil trabalhadores contratados vão seguir com os serviços de limpeza por outros canais de Belém. A expectativa é de que ação emergencial de limpeza de canais se estenda até meados do mês de Maio.  

 

Veja Também