Texto: Larissa Noguchi (Secom) / Fotos: Marcelo Seabra (Ag. Pará)

Na manhã desta terça-feira (28), as obras do projeto de macrodrenagem da Bacia do Tucunduba, em Belém, receberam a visita da Comissão de Acompanhamento de Obras (CAO). Formada por 18 moradores, a comissão tem a função de fiscalizar e acompanhar o andamento das obras do governo do Estado, através da Secretaria de Estado de Desenvolvimento e Obras Públicas (Sedop).

Para Silvio Rocha, presidente da comissão, é de fundamental importância o diálogo entre governo e população da área para que as obras possam avançar com tranquilidade. “A comissão tem a função de ser o interlocutor entre a comunidade e o poder público. Mobilizamos os moradores e temos o papel de verificar como a obra vem avançando e ouvindo a comunidade”, explica.

A CAO é reconhecida pelos Ministérios das Cidades, Caixa Econômica Federal, Ministério Público e Governo do Pará. “É primordial saber a necessidade dos moradores. Esse contato é muito importante. Precisamos estar sempre dialogando e verificando como a obra está avançando”, ressaltou Vanessa Catete, diretora de Mobilização e Articulação Comunitária da Sedop.

O projeto de macrodrenagem da Bacia do Tucunduba vai beneficiar cerca de 250 mil pessoas em bairros como Terra Firme, Guamá, Marco e Canudos. A previsão de conclusão do projeto é até o final do ano de 2022.

Veja Também