Texto: Matheus Rocha (Sedop) / Fotos (Alex Ribeiro (Ag. Pará)

Ana Maria Silva é dona de casa e há 45 anos mora na Travessa Três de Maio, no bairro do Umarizal, em Belém. Ela conta que todos os anos, neste período de inverno amazônico, os moradores da área sofrem com os alagamentos. Entretanto, segundo ela, no início do último mês de março, a situação foi bem pior do que nos últimos anos. 

“Já houve alagamentos outras vezes, outros mais leves. Esse ano o nível foi pior. A água entrou em casa e deu na altura da minha perna. Perdi sofá, geladeira e tivemos que ficar três dias com todo os móveis de casa suspensos, com medo de novas chuvas”, contou a dona de casa. 

Com medo de novos alagamentos e mais prejuízos, dona Ana Maria continua com vários móveis suspensos dentro de casa. Ela conta que ficou mais aliviada depois que equipes do Governo do Estado iniciaram ações de limpeza e desobstrução no canal da Travessa Três de Maio. 

“A limpeza é sempre bem vinda e ajuda muito. O canal estava obstruído, não tinha como a água escorrer com tanto lixo e mato. Essa limpeza tem que ser feita sempre, pois é muito importante” afirmou Maria.

Desde o dia 18 de março, 1,5 mil trabalhadores, divididos em 75 equipes, executam ações emergenciais de limpeza em canais das quatro maiores bacias hidrográficas da cidade de Belém. Somente na Travessa Três de Maio, mais de 200 homens atuam na limpeza manual do canal. Máquinas também estão sendo utilizadas para fazer a retirada de entulho da área. Desde a última sexta-feira (3), mais de 100 toneladas de lixo já foram retiradas da área.

O secretário de Estado de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas, Ruy Cabral, reforça que o objetivo da ação é promover a limpeza e remoção de entulho, além da limpeza de margens de canais, para minimizar os efeitos das chuvas que podem continuar em um nível considerável durante o mês de abril. 

“Todo o trabalho está sendo acompanhado de perto por técnicos e engenheiros da Sedop. Os serviços devem se estender até meados do mês de Maio e, se for necessário, poderemos estender o prazo e aumentar o nosso efetivo”, complementou Ruy Cabral.  

Veja Também