A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedop) está dando apoio às famílias retiradas, na manhã desta quinta-feira (19), das 13 residências localizadas no bairro da Terra Firme, na área de interferências das obras do Projeto de Macrodrenagem da Bacia do Tucunduba.

A ação é realizada em cumprimento ao mandado de imissão de posse, emitido pelo Tribunal de Justiça do Estado, em julho deste ano. Após a expedição do mandado, as famílias foram notificadas e tiveram um prazo de 15 dias para manifestação.

As indenizações, estipuladas pela justiça, já estão disponíveis através de depósito judicial. Neste caso, é necessário que as famílias façam a retirada ou, caso estejam em desacordo com os valores definidos, acionem a Defensoria Pública do Estado.

A Sedop ressalta, ainda, que está reunindo esforços para dar celeridade às obras, minimizando os transtornos para a população, e cumprir as metas estipuladas pelo governo do Estado.

A retirada das benfeitorias e interferências é necessária para dar prosseguimento ao projeto que, hoje, segue em sua segunda fase, indo da Rua dos Mundurucus à Rua 2 de Junho. A previsão é que as obras deste trecho sejam finalizadas até abril de 2020.

A terceira fase do projeto, que vai da Rua 2 de Junho à travessa Vileta, já está em processo de licitação para a contratação da empresa executora das obras.

Ação – Participam da operação as tropas do Comando de Missões Especiais (CME) da Polícia Militar - Batalhão de Polícia de Choque (Bpchoq), Rondas Ostensivas Táticas Motorizadas (Rotam), Companhia Independente de Policiamento com Cães (Canil), Comando Militar de Saúde, duas viaturas do Corpo de Bombeiros Militar do Pará e Divisão de Investigações e Operações Especiais (Dioe) da Polícia Civil.